A qualidade de um instrumento está diretamente ligada ao material
utilizado em sua confecção, como as madeiras, colas, cordas e, no caso de
elétricos, captação – que dão vida ao equipamento, proporcionando timbres
adequados, de acordo com a escolha do músico. Existem milhares de discussões 
sobre quais são as melhores madeiras para intrumentos, sendo que, apesar de um forte movimento na 
manutenção da tradição, cada luthier no mundo acaba pesquisando matéria-prima regional, de forma 
a encontrar soluções melhores e muitas vezes com preços mais acessíveis. 

No caso do Brasil muito se fala sobre as madeiras para instrumentos musicais. Em um país com uma flora tão extensa não é possível se considerar a não existência de madeiras de qualidade para luteria.

E ainda temos o fato de que algumas das madeiras mais cobiçadas do mundo estão aqui, entre elas o mogno (Swietenia macrophylla), imbuia (Ocotea porosa) e as nobilíssimas jacarandá da Bahia (Dalbergia nigra)
Pau Brasil (Caeselpina echinata).Além dessas madeiras clássicas, o Brasil conta com uma vasta
produção de ipê, marupá, pinheiros, pau ferro, cedro-rosa, marfim, roxinho, freijó, jatobá, etc, todas com resultados altamente satisfatórios para o desenvolvimento de instrumentos.

Mas o fator decisivo na luteria é a mão de obra. Ou seja, uma madeira boa não é nada sem um luthier que a transforme em instrumento.

E essa é a razão da M&P existir: a transformação de madeiras de qualidade em instrumentos de qualidade, e sempre desconsiderando o absurdo de se cobrar mais pela tradição da marca e da madeira, do que pelo
próprio trabalho em si.

Neste caso, a madeira se torna apenas a matéria-prima da obra de arte.

Um grande exemplo de que o trabalho do luthier se sobrepõe à madeira é a famosa história de Bob Taylor e sua "pallet guitar", que aceitou o desafio de provar que era possível construir um instrumento de qualidade partindo de um pallet (estrutura de madeira para empilhamento de materiais diversos – no Brasil é geralmente feito de pinheiro ou pinus). Resultado: um instrumento de excelente qualidade, acústica e visual.

Guardada a proporção de que Bob Taylor é um dos maiores (senão o maior) luthier do mundo, é neste conceito que a M&P tenta se basear e se dispõe a encontrar sempre a melhor opção para músicos interessados em obter um instrumento "hand made" de qualidade.